Documentos que você precisa verificar ao comprar um carro usado

Comprar um carro de segunda mão, também conhecido como semi-novo, tem seu perigo. A aparência física do carro ou a forma como ele funciona pode cobrir coisas importantes que você pode perder ao comprar um.

Felizmente, além de detectar um falso vendedor de carros usados, há uma coisa que você pode conferir para garantir que o carro que você está prestes a comprar está limpo – os documentos.

Alguns são essenciais e bastante conhecidos entre os motoristas, são eles o IPVA MG, DPVAT e Licenciamento. No artigo abaixo você poderá entender maiores informações a respeito do assunto. Confira

Cópia original do Certificado de Registro de Veículo

O Certificado de Registro de Veículos Motorizados é um documento oficial do Escritório de Transporte Terrestre (LTO) que mostra a prova de que o veículo que você está prestes a comprar já foi registrado. Como todos sabemos, você não poderá registrar seu veículo se tiver um relatório policial não resolvido e multas não pagas, portanto, este documento permite que você verifique se o carro está limpo.

Documentação de Veículo

Acesse também https://twitter.com/TcGarrido/status/894534494467870720.

No entanto, isso não significa que você seja bom desde aqui. Você deve ler o que está escrito no registro e certificar-se de que não é uma falsificação. Deve ter o ano e o modelo do veículo, bem como a sua cor específica e outras especificações do veículo. O número do chassi do carro também deve ser o mesmo que o que está escrito no papel.

Além disso, não deve ter a palavra “ENCUMBERED” escrita na parte superior direita do certificado de registro do veículo. Isso significa que o proprietário ainda não está claro por sua obrigação financeira do banco ou da instituição que pagou por isso. Se já foi anteriormente ocupado, mas já foi resolvido, solicite a liberação da hipoteca confidencial.

Recibo original de registro (OR)

Claro, quando você registrar seu carro, ele virá com o recibo. Isso também deve ser consistente com os detalhes no Certificado de Registro de Veículo, como a data de registro. Assim como o Certificado, você pode verificar sua validade ao entrar em contato com o LTO.

Sem um OR e CR válido, você precisa reconsiderar sua decisão ao comprar→o carro que está olhando. Você não quer acabar dirigindo para casa um conjunto ilegal de rodas.

→ Número da placa LTO original

O número da placa LTO original deve ser apenas os anexados ao veículo que deseja comprar. Também deve ter o adesivo do ano atual de inscrição nele. Por outro lado, para carros com placas de matrícula novas (o branco com letras e números negros), você pode verificar se está registrado no LTO, observando o adesivo colocado no lado direito do pára-brisa.

Usando o número da placa, você também pode verificar mais informações sobre o carro, como alarmes pendentes, apreensões, última data de registro, marca, cor, ano e mais. Para fazer isso, você pode apenas enviar o seguinte texto para 2600: Veículo LTO <número da placa>.

Se o carro tiver placas diferentes do que o LTO emitido, peça à Autoridade que use a placa personalizada do vendedor. Se isso não estiver disponível, peça ao vendedor para substituir as placas pelo original. Se isso não for possível, então é hora de passar para o seu próximo carro alvo.

Escrita Notorizada de Venda

Quando você está pronto para comprar o carro, você deve ter uma Escritura de venda pronta para que você possa prosseguir com a transação. Isso deve ser notorizado para solidificar sua legalidade. Sem isso, toda a transação será nula e sem efeito.

Documentação de Veículo

Certifique-se de que os documentos estão corretos é tão importante quanto se certificar de que o carro que você está procurando comprar ainda está sendo executado. Também pode provar (ou refutar) qualquer reclamação sobre o carro e servirá de proteção, caso a compra tenha sido uma fraude.

Se você quiser verificar se os documentos são legítimos e não fabricados, você sempre pode visitar ou ligar para o LTO. Além disso, você deve solicitar a identificação válida do vendedor (de preferência a carteira de motorista) para confirmar sua identidade.